terça-feira, 2 de julho de 2013

CHI KUNG...

CHI KUNG NO TRATAMENTO DO CÂNCER

Você conhece o Chi Kung?

A prática oriental melhora a qualidade de vida de mulheres que lutam contra tumores mamários.

O achado vem do MD Anderson Cancer Center, nos Estados Unidos. Foram recrutadas para a pesquisa 96 pacientes submetidas à radioterapia para combater o câncer de mama, sendo que 49 se dedicaram ao chi kung — prática que engloba uma série de movimentos suaves e o controle da respiração, além de meditação.

Ao final da análise, ficou claro que quem apostou na técnica chinesa tinha menos sinais de depressão. "Há evidências de que qualquer tipo de exercício físico ajuda nessa situação", conta Lorenzo Cohen, um dos autores da investigação. "Contudo, técnicas que trabalham tanto o corpo quanto a mente, caso do Chi Kung, parecem mais eficazes", completa. Falta, agora, esclarecer os mecanismos por trás do benefício. "O método ainda ativa o sistema imune e fortalece o organismo, fazendo com que as reações adversas da radioterapia sejam menos intensas", especula Henrique Cirilo, diretor do Instituto Brasileiro de Chi Kung e Terapias Afins, em São Paulo.

Veja alguns efeitos do chi kung pelo corpo:

Cérebro - Ocorrem mudanças nas correntes elétricas cerebrais. Com isso, os exercícios turbinariam a inteligência, a concentração e a memória.

Coração - Há uma redução do ritmo cardíaco e um aumento da circulação periférica. Com artérias mais relaxadas, a pressão sanguínea é regularizada.

Sistema digestivo - A terapia estimula os movimentos peristálticos, aqueles que dão força para o intestino trabalhar sem entraves.

Imunidade - O chi kung favorece a ação de células de defesa que englobam e eliminam micro-organismos do mal.

Os movimentos do Chi kung - Eles são suaves e acompanhados de uma respiração profunda e controlada.


fonte: http://saude.abril.com.br/edicoes/0364/medicina/chi-kung-tratamento-cancer-743036.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário